Sobre

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é considerada internacionalmente um dos modelos mais confiáveis ​​e eficazes para a compreensão e tratamento de transtornos psicológicos, especialmente indicada para o tratamento dos transtornos de ansiedade e a depressão.​

Esta abordagem postula uma relação complexa entre emoções, pensamentos e comportamentos, destacando como os problemas emocionais são, em grande parte, o produto de crenças disfuncionais mantidas ao longo do tempo, apesar do sofrimento que o paciente vivencia e das possibilidades e oportunidades de mudá-los, devido a mecanismos de manutenção. ​

Na interpretação da conduta humana, a terapia cognitiva usa, sempre que possível, a explicação mais simples que muitas vezes coincide com a recuperação do bom senso. ​O que caracteriza e distingue a psicoterapia cognitiva, de fato, é a explicação dos distúrbios emocionais por meio da análise da relação entre pensamentos, emoções e comportamentos..

A duração do tratamento é geralmente bem mais curta, em comparação ao tratamento psicanalítico clássico. Ocorre em um ambiente colaborativo, com um estilo de comunicação direto, concreto e orientado para a finalidade. ​

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é baseada no modelo cognitivo, que assume que as emoções e comportamentos das pessoas são influenciados por sua percepção dos eventos. 

Não é a situação em si que determina diretamente o que as pessoas sentem, mas sim a maneira como interpretam estas experiências. ​

Na origem dos distúrbios existe, portanto, uma forma distorcida de pensar, que afeta negativamente o humor e o comportamento do paciente. 

Benefícios duradouros são alcançados modificando-se as crenças disfuncionais subjacentes do paciente e treinando-os nessas habilidades cognitivas. 

A terapia cognitivo-comportamental visa modificar os pensamentos distorcidos, emoções disfuncionais e comportamentos desadaptativos do cliente, produzindo redução e resolução dos sintomas de curto e longo prazo.

No Brasil ainda há a visão equivocada de que um apoio terapêutico emocional é indicado apenas para pessoas com "problemas mentais", quando, na verdade, principalmente no momento atual de completa atipicidade, pelo surgimento do Covid19, todos nós precisamos nos desoprimir com confiança, sem censura e sem julgamentos, até como forma de profilaxia psíquica, para a manutenção de uma mente e um corpo saudáveis.

Psicanalista Clínica Integrativa, com abordagem Cognitivo/Comportamental, formação em PNL, Análise Transacional, Nova Medicina Germânica (psicossomática), entres outras.